Landing page ou página no site: o que é melhor para gerar leads?

25/02/2019

Tempo de leitura: 6 minutos

Será que uma opção é melhor que a outra? Será que a landing page funciona melhor que uma página no site? Nosso post responde essas e outras dúvidas.

A geração de leads qualificados é uma das estratégias de marketing digital mais importantes, pois é a partir dela que um visitante pode vir a se tornar cliente.

Para isso, promover uma landing page com uma oferta impactante é uma das táticas com as melhores taxas de conversão. Porém, muitos profissionais ficam em dúvida se ela deve ser feita do zero ou se deve ser criada dentro do próprio site.

Neste artigo, você vai entender melhor a importância de uma LP, saber como avaliar qual é a melhor opção e conhecer algumas ferramentas. Confira!

O que é uma landing page e qual é a sua estrutura?

Landing page é uma página especial produzida exclusivamente com foco na geração de leads. Para isso, ela deve apresentar uma estrutura muito bem pensada.

A tradução literal de landing page (ou LP) é página de aterrissagem, mas ela também pode ser conhecida como página de conversão ou página de captura.

Diferente de um site ou de uma página comum, a landing page apresenta um potencial de conversão muito grande devido ao limite de elementos, como:

  • Título da oferta: ele não necessariamente deve ser idêntico ao da oferta, mas precisa engajar os visitantes, já que a maioria deles só leem o título.
  • Imagem destacada: algo que represente bem a oferta, que tenha boa resolução e cuja compactação não interfira no carregamento da LP.
  • Descrição da oferta: apresentação breve dos principais benefícios que a oferta vai oferecer ao usuário, convencendo-o a preencher o formulário.
  • Formulário: é importante que os campos de preenchimento estejam alinhados com o valor da oferta e com a etapa do lead no funil de marketing.

Qual a sua importância para a geração de leads?

Todo visitante que acessa uma LP está em busca de uma oferta exclusiva que o seu negócio tem a oferecer, como um download, uma consultoria ou até uma venda.

A premissa é que essa oferta não só deve ser irresistível como deve cumprir o seu objetivo. Do contrário, as expectativas são quebradas e o lead pode se frustrar.

Por outro lado, as landing pages não devem ser percebidas pelo usuário como uma barreira para acessar a oferta. É por isso que elas precisam ser simples e diretas.

Veja o exemplo da LP que criamos para divulgar nosso webinar sobre redes sociais:

Landing page ou página no site: o que é melhor para gerar leads?

A tela apresentada acima da dobra da página é que incentiva o usuário a converter diretamente. Caso queira mais informações, ele pode rolar a tela para baixo.

De acordo com a Eyeview, uma das maneiras de aumentar o potencial de conversão de uma LP em até 80% é incluir um vídeo explicativo ao invés de uma imagem.

Como escolher entre landing page ou página no site?

Essa é uma dúvida bastante comum entre os profissionais de marketing. Em primeiro lugar, é preciso entender que ambas as estratégias podem gerar bons resultados.

Considere que o site apresenta de maneira mais abrangente o negócio como um todo. Manter uma página interna pode ser interessante nos casos de produtos ou serviços de vendas complexas, que exigem maior engajamento e mais estratégias de conversão.

Porém, se você quiser oferecer uma oferta exclusiva, os demais elementos do site — como cabeçalhos e menus — podem tirar a atenção do visitante.

Neste caso, a maior vantagem da LP é evitar quaisquer distrações ou interrupções, colocando todo o foco sobre uma oferta específica e facilitando a conversão.

Além disso, você também precisa considerar o tratamento que os leads vão receber após a conversão. Além da entrega da oferta, haverá algum fluxo de nutrição?

Ao pensar em cada um desses detalhes, você vai chegar à conclusão de qual modalidade é mais adequada à sua estratégia de geração de leads.

Por que é fundamental dar atenção ao formulário?

O formulário é um dos principais — senão o mais importante — elemento da LP, pois é ali que o visitante vai deixar os seus dados, que serão usados como moeda de troca.

É por isso que, como mencionamos anteriormente, ele deve ser adequado à oferta que você estiver oferecendo. Não faz sentido, portanto, solicitar informações profundas se o seu conteúdo oferece um guia simples.

No caso de uma oferta de consultoria gratuita, por exemplo, é apropriado solicitar mais informações sobre o negócio do lead, já que isso será fundamental para elaborar um diagnóstico preciso das suas necessidades.

Já se você optar por uma página interna no site em vez de uma landing page, é preferível usar um formulário de contato. Esse formato é mais genérico e oferece opções para que o lead escolha o motivo de estar buscando o negócio.

Quais são as ferramentas para criação de LPs?

Criar uma landing page do zero, mesmo que simples, pode ser um processo caro e demorado, já que depende de habilidades de design e programação.

Se você ainda não tem uma estratégia de inbound marketing, existem algumas ferramentas gratuitas e fáceis de usar que garantem bons resultados.

Mesmo assim, é preciso entender que a LP faz parte de toda uma estratégia de automação de marketing que vai muito além de fornecer boas ofertas.

Portanto, procure amadurecer suas ideias para empregar soluções que possam oferecer um bom retorno sobre o investimento em longo prazo.

Em seguida, conheça algumas ferramentas gratuitas e pagas usadas pelas agências parceiras do Clint Hub na criação de landing pages:

  • Unbounce: com avaliação gratuita de 30 dias, oferece templates, banners, pop-us e a possibilidade de fazer testes A/B.
  • KlickPages: é ótimo para quem quer fornecer ofertas para os leads que já fazem parte da base de clientes.
  • Elementor: costuma ser combinada com sites e plataformas em WordPress, por isso, é essencial algum conhecimento.
  • Mkt2Easy: oferece não só a criação de landing pages, como também toda a automação de marketing com análises precisas.

No vídeo abaixo, a JivoChat oferece, além do Ubound, 9 outras ferramentas excelentes!

E você, tem alguma outra sugestão de ferramenta para a criação de landing pages com boa conversão? Compartilhe conosco nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.