Linkedin Ads: como começar a investir

12/04/2018

Tempo de leitura: 3 minutos

O Linkedin é a maior plataforma do mundo para profissionais interessados em fazer network, encontrar vagas e divulgar suas opiniões sobre o mercado e trabalhos. Dessa forma, por ser uma rede social direcionada para o público corporativo, existem diversas oportunidades e vantagens em divulgar seus serviços e produtos através de anúncios, os Linkedin Ads.

Para começar a investir em Linkedin Ads, o primeiro passo é entender as necessidades da sua empresa e verificar se o seu público-alvo está presente. O ideal para a publicidade online é que o seu target seja B2B, isto é, profissionais e empresários interessados em produto/serviço focado no desenvolvimento de carreiras e no impulsionamento de negócios.

Para segmentos de lazer e varejo, por exemplo, a sua abordagem não será muito proveitosa, pois quem navega pela rede não está em busca desse tipo de oferta. Seu anúncio pode acabar passando batido em meio aos assuntos de interesse dos usuários.

Como funciona?

Primeiramente, você deve conhecer os diferenciais da rede, o funcionamento do sistema e fazer uma análise de custo benefício para o seu negócio. Para facilitar o seu estudo, separamos 3 características essenciais do Linkedin Ads que são os verdadeiros diferenciais da ferramenta.  

1. Alto nível de segmentação

Muito além dos critérios tradicionais (região, idade, sexo), o Linkedin permite que você segmente os Ads por profissão, área, empresas específicas, cargos e nível profissional. Assim, além da rica segmentação, você ainda tem a possibilidade de fazer diversos testes, ampliando o repertório de anúncios e encontrando o modelo ideal com mais facilidade.

2. Formatos

Em seguida, vamos aos formatos. Você pode escolher entre Sponsored Content, que mostra o conteúdo no newsfeed, Text Ads, que é similar aos anúncios da rede de pesquisa do AdWords, e Sponsored InMail, um formato que envia mensagens aos leads com impacto máximo.

3. Leads qualificados

Por permitir uma segmentação precisa, a ferramenta exibe os anúncios com mais assertividade, trazendo mais leads qualificados para o negócio. Com isso, notamos uma consequente diminuição na jornada de compra, já que é possível setar as campanhas para fundo de funil com a quantidade de dados disponíveis.

É comum ouvirmos que anunciar no Linkedin é mais caro, mas essa pode ser uma observação superficial. Se considerarmos que o Lead entra qualificado e já no fundo de funil, por exemplo, a sua empresa pode economizar em outras etapas e investir para chegar diretamente ao ponto de forma rápida.

Passo a passo para a criação de Linkedin Ads

Agora que você já sabe a dinâmica dos anúncios e está pronto para investir através da plataforma, é hora de colocar a mão na massa. Acesse o gerenciador de campanhas, clique em “Create Campaign”, defina o formato e siga o passo a passo:

  1. Nomeie a campanha;
  2. Defina a linguagem;
  3. Selecione ou crie as conversões. Instale os pixels de conversão de acordo com o seu objetivo;
  4. Adicione o Website de destino ou Landing Page. Aqui, uma boa dica é criar um espaço especial para a campanha, principalmente se a meta for encontrar leads;
  5. Escolha as atualizações para impulsionar ou crie um conteúdo do zero, usando imagens com 1200 x 627 pixels;
  6. Clique em Sponsor selected e faça as segmentações de local e público. Então, lembre de fazer diferentes testes para depois avaliar a performance;
  7. Por fim, defina entre Custo por Clique (CPC) ou Custo por mil impressões (CPM);
  8. Acompanhe no dashboard inicial como está o desempenho. Descubra quem interage com os anúncios e se eles estão sendo exibidos para o seu target ideal.

Pronto! Inicie as campanhas e observe constantemente para garantir a otimização de resultados. Se tiver alguma dúvida, é só deixar nos comentários! Estamos à disposição para ajudá-lo a começar a investir em Linkedin Ads. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *