Links patrocinados: saiba quando adotar essa estratégia

11/07/2018

Tempo de leitura: 6 minutos

Se você acabou de começar seu projeto de marketing digital e está ansioso por ver seus gráficos subirem, conheça a estratégia de links patrocinados!

O marketing digital oferece uma série de estratégias de todos os tipos. Você tem à disposição diversas possibilidades para divulgar produtos e serviços, tanto de maneira gratuita quanto paga. Na hora de escolher quais delas usar, o ideal é se preocupar mais com qualidade do que quantidade, especialmente se você está começando.

Neste caso, os links patrocinados podem ser um excelente ponto de partida para sua inserção no universo da mídia paga. Além de apresentar configuração simples e não exigir grandes habilidades de comunicação, esse tipo de anúncio oferece um ótimo custo-benefício, já que você pode começar com um baixo investimento.

Dos mecanismos de busca às redes sociais, hoje vamos explicar o que são, por que e como aplicar os links patrocinados na sua estratégia. Continue com a gente!

What the hell are these links patrocinados?

O cenário é o seguinte: suponhamos que você acesse o Google em busca de “seguro para meu carro”. Nos primeiros resultados, perceba que há alguns links em destaque. Eles não estão ali por acaso. Acontece que aquele espaço é destinado a anunciantes que pagaram para aparecer no topo do ranking. É o que chamamos de links patrocinados.

Esses anúncios podem ser baseados unicamente no formato de texto — como é o caso dos mecanismos de busca, cuja patrocínio é feito através do Google Ads; ou também podem acompanhar uma imagem para chamar a atenção — aquele post que brotou na sua timeline do Facebook ou do Instagram foi produzido no Facebook Ads.

É por isso que falamos, no início do artigo, sobre a facilidade dessa modalidade de anúncios. Você não precisa demandar, por exemplo, a expertise de uma agência de publicidade para a criação de arte e redação. Elas são importantes, sim, mas você deve dedicar muito mais esforço ao planejamento da sua estratégia.

Já os valores do investimento em links patrocinados são definidos a partir de alguns critérios que consideram o comportamento do usuário junto ao anúncio. Trata-se de algumas siglas importantes que servirão, principalmente, como métricas para analisar os resultados de sua campanha. Conheça cada uma delas:

  • CPC (custo por clique): você paga por cada clique do usuário no seu link;
  • CPM (custo por mil): você paga por cada mil impressões do seu anúncio;
  • CPV (custo por visualização): você paga por cada usuário que ver seu anúncio;
  • CPA (custo por ação): você só paga se o usuário faz uma compra no seu site.

Por que causa, motivo, razão ou circunstância adotá-los?

Se o projeto de marketing digital da sua empresa está no início, os links patrocinados poderão ampliar sua visibilidade. Mesmo os resultados orgânicos — aqueles cujo usuário clica espontaneamente — sejam mais confiáveis, eles podem levar algum tempo para trazer retorno. Assim, os anúncios aceleram o tráfego e a conversão do seu site.

Além disso, o Facebook, por exemplo, recentemente promoveu uma mudança em seus algoritmos que impactou no alcance orgânico das páginas de empresas. A partir de agora, a plataforma priorizará o conteúdo gerado por amigos e familiares. Assim, se você quiser atingir um grande público, considere investir em anúncios.

Outro bom motivo para confiar na estratégia de links patrocinados é a fantástica possibilidade de segmentação de público. Hoje, as plataformas acumulam um volume considerável de informações dos seus usuários. Dessa forma, seus anúncios impactarão somente clientes em potencial.

Orgânico e pago: um casal desses, bicho!

Ainda que você possa investir dinheiro em seus links patrocinados, o marketing digital prioriza os cliques orgânicos. Logo, por mais que você ofereça lances maiores do que seu concorrente por uma palavra-chave, se a qualidade do site e do anúncio dele for maior, ele se manterá acima da sua empresa nos resultados dos buscadores.

Porém, nem sempre foi assim. Por muito tempo, o Google privilegiou os anunciantes que, mesmo com uma presença digital duvidosa, investiam grandes quantias. Isso fez criar uma atmosfera de desconfiança acerca da estratégia de links patrocinados. Felizmente, isso mudou e hoje, se sua empresa tem um bom site, suas chances são maiores.

Mas como você deve dividir seus investimentos, então? Lembre-se: casais inteligentes enriquecem juntos. Portanto, o ideal é promover um casamento com comunhão universal de bens entre o orgânico e o pago. Para isso, mantenha uma boa estratégia de SEO no seu site para que anúncios que apontarem para ele contribuam para a conversão.

Você pode substituir um outdoor pelos links patrocinados: dicas

Para compreender melhor como tirar proveito os links patrocinados, vamos voltar a refletir sobre a vantagem da segmentação. Imagine que sua empresa ou agência resolveu fazer uma campanha offline baseada em outdoors. Por mais bem posicionados que estejam, eles atingirão públicos de todos os tipos. Afinal, estamos na rua, não é mesmo?

Essa falta de direcionamento pode até não ser tão desvantajosa se sua campanha alcançar o público desejado, mas seria impossível calcular diretamente o retorno sobre o investimento. No marketing digital, você não apenas tem controle sobre suas métricas como pode otimizar sua estratégia em tempo real, caso ela não esteja sendo satisfatória.

Confira nossas três ótimas dicas para usar os links patrocinados a seu favor:

Selecione bem suas palavras-chave

Para garantir bons resultados no Google, dedique um tempo ao estudo das palavras-chave. Quando muito disputadas, você pode ter dificuldades de ranquear positivamente. Encontre um equilíbrio entre volume de buscas e valor por clique.

Desenvolva dois anúncios paralelos

Uma das formas de avaliar a efetividade de sua campanha é usar uma técnica conhecida como teste A/B. No caso do Facebook, uma boa dica é desenvolver dois anúncios idênticos com apenas uma variável diferente para testar qual tem melhor desempenho.

Ofereça uma experiência agradável

Pensar na estratégia de links patrocinados deve envolver mais que o anúncio propriamente dito. De nada adianta você produzir um texto atraente sobre seu serviço ou uma foto encantadora do seu produto se o seu site não oferece usabilidade.

Como falamos desde o início, uma boa estratégia de links patrocinados deve ser combinada com um bom trabalho orgânico. Aproveite para conhecer as algumas dicas de SEO para melhorar seu posicionamento no Google!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.