Como medir o sucesso de sua estratégia com a metodologia OKR

03/08/2018

Tempo de leitura: 7 minutos

Sua equipe tem clareza sobre a diferença entre tarefa executada e bem-sucedida? Veja como mudar isso através da metodologia OKR!

Facilmente adaptável, OKR é considerado um modelo menos sistemático e mais enxuto de gestão estratégica. Tal método proporciona aprendizados contínuos, gerenciamentos transparentes e crescimento sustentável às organizações, justamente por ser de fácil mediação e reavaliação. Vejamos mais adiante!

A evolução da gestão estratégica

No quadro abaixo, é possível visualizar a evolução das ferramentas de gestão ao longo das últimas décadas:

Como medir o sucesso de sua estratégia com a metodologia OKR

Fonte: A practical guide to OKR

Algumas pessoas podem até classificar a metodologia OKR como apenas uma versão atualizada dos demais métodos que você viu acima, na linha do tempo.

Mas a verdade é bem maior: quando falamos em evolução é porque de fato os OKRs permitiram não só evoluir o gerenciamento, como a comunicação dentro do ambiente organizacional.

Através deles, é possível ter execuções ágeis, um nível abundante de informações sobre elas, bem como foco e alinhamento de toda a equipe, mudando a realidade dos dados abaixo:

Como medir o sucesso de sua estratégia com a metodologia OKR

Fonte: A practical guide to OKR

A grande diferença deste para os demais métodos é o quanto ele pode proporcionar um ambiente mais agradável e colaborativo para o seu negócio. Refletindo em aumento de produtividade e, consequentemente, performance.  

A metodologia OKR é realmente eficaz?

Desenvolvida por Andrew S. Grove, ex-CEO da Intel, a metodologia OKR ficou conhecida após suportar o crescimento exponencial do Google.

Provando ser eficaz tanto para PMEs – como era o caso da maior empresa de informações do mundo em 1999, quando iniciou a utilizar OKRs com 40 colaboradores; Quanto para grandes corporações – realidade atual com mais de 60 mil envolvidos.

Como você pode perceber no vídeo abaixo, bastante explicativo por sinal, o Google permanece utilizando com maestria o método até hoje:

Objectives + Key results

Objetivos (O) e resultados-chave (KR) são as traduções para a sigla e também as definições cruciais que você precisará fazer para que a metodologia surta efeito.  

Vejamos mais especificamente cada um:

  • O: a regra é clara, não basta definir objetivo(s) de boca, ele(s) precisam ser descritos e ficarem visíveis para toda equipe.  

Esta simples atitude permitirá a todos relembrá-los diariamente, de modo a fixarem a importância em alcançá-los para o sucesso da empresa.

Primeira e importante dica: descreva O de forma curta, porém inspiradora. Lembre-se sempre que seus objetivos devem ser envolventes a ponto de não só motivar, mas desafiar sua equipe.  

  • KR: os key results nada mais são do que metas quantitativas menores que, ao serem alcançadas, impactarão diretamente no progresso de um ou mais objetivos maiores.

Os KRs podem ser vistos como o caminho a ser percorrido até o O. Em miúdos, você deve quebrar um objetivo macro em uma variação ideal de no mínimo 2 a no máximo 5 metas menores, inter-relacionadas ao mesmo.

Fórmula de Doerr

Foi em 1999 que os funcionários do Google conheceram os OKRs. Um dos investidores da multinacional, chamado John Doerr, encontrou uma forma simplificada de estabelecer as metas da empresa:

“Eu vou…” (objetivo)

“…medido por” (conjunto de resultados-chave)

A fórmula de Doerr é conhecida como a melhor maneira de explicar/entender o funcionamento e a eficácia da metodologia OKR. Veja um exemplo prático abaixo:

Minha empresa vai ter uma base de leads incríveis

medida por 7 parcerias fortes de link building

aumento de 25% no tráfego mensal

otimização constante das configurações de lead scoring

Entendemos assim que a medição é o que torna o sucesso real. Do contrário, tudo – ou seria nada? – que a sua empresa tem são desejos que não geram engajamento e tão pouco resultados.

Medindo o progresso da sua estratégia

Vamos supor que você já andou os passos iniciais 1) definir e descrever o objetivo maior da sua empresa; 2) definir as metas chave para conquistá-lo.

O passo adiante será 3) listar as atividades e tarefas, bem como um plano de execução. A partir destas três iniciativas, digamos que o fluxo de trabalho volta a ser como antes, porém com uma leve mudança de mindset de trabalho por parte de toda a equipe.

Aquela mudança que citamos lá no início entre a diferença de tarefa executada e tarefa bem-sucedida, lembra? Ou seja, tarefas bem-sucedidas são aquelas que impactam suas metas e objetivos, permitindo medir o progresso da estratégia.

Acompanhamento trimestral

Mas como você vai ter certeza se de fato as tarefas estão sendo bem-sucedidas? Estabelecendo períodos de medição de resultados, de modo que se possa acompanhar a consistência de trabalho, criando uma espécie de gerenciamento de desempenho.

O ideal é que este acompanhamento seja realizado de três em três meses. A frequência trimestral é importante não só por permitir mensurar a quão próxima a sua empresa está de alcançar os resultados-chave e objetivos, mas também por mostrar se o caminho escolhido é o ideal.

Assim, é possível fazer ajustes rápidos, aprender com possíveis erros, implementar novas alternativas ou, ainda, focar com maior intensidade nos acertos.

Aproveite para gerar relatórios visíveis a todos estabelecendo um processo transparente. O que todos ganham com isso? Uma visão clara para onde a empresa está caminhando e a importância fundamental que cada um tem para que se chegue ao destino “encantado”.

Padrões de sucesso

Talvez o sonho de todo gestor ou dono de negócio, independente do seu tamanho, seja ver toda a sua equipe feliz e engajada com o seu trabalho. A boa notícia é que a metodologia OKR tem o poder de realizar este sonho.

Resolvemos separar algumas dicas que contribuirão para o envolvimento real dos colaboradores:

1. Não apareça simplesmente com 100% dos objetivos e resultados chave prontos. Estabeleça 60% com os líderes e gestores e os 40% restante deixe para definir juntamente da equipe;

2. O prazo para alcance do objetivo maior geralmente é longo, portanto, prazos curtos para a realização de alguns resultados-chave são essenciais para motivar os envolvidos ao verem as coisas de fato acontecendo. Afinal, a perda de estímulo pode prejudicar a eficiência e produtividade no trabalho;


Bônus: conheça 4 métodos que irão auxiliar sua equipe a produzir mais e melhor!


3. Outro padrão de sucesso bastante eficaz diz respeito a definir metas ambiciosas que tiram a equipe da zona de conforto. Desempenhar ações que seus colaboradores não sabiam que eram capazes, aumentará o nível de realização profissional e, automaticamente, o nível de tarefas bem-sucedidas;

4. Defina mais de um responsável para acompanhar dados e verificar as métricas. Ofereça treinamento a eles, se necessário, e não esqueça de centralizar as informações de performance em um local onde qualquer colaborador possa checar.

As duas próximas dicas são de ordem geral, porém também consideradas padrões de sucesso da metodologia OKR:

5. Entenda que metas diferentes possuem ritmos de execução e alcance diferentes. Metas táticas, por exemplo, tendem a ser ajustadas com maior frequência do que metas estratégicas;

6. Aproveite a flexibilidade da metodologia para fazer adaptações, conforme necessidade, à realidade da sua empresa. Não tenha medo de ousar e testar outras formas de acompanhamento. Para se ter uma ideia, algumas organizações tendem a realizar check-ins semanais de resultados.

Uma verdade absoluta e, talvez, o segredo dos OKRs é que não há melhor retorno do que perceber o quanto a avaliação constante e conjunta contribui para o sucesso de uma estratégia.

Portanto, mesmo que agora pareça difícil inserir todos esses processos de acompanhamento que a metodologia OKR requer, podemos afirmar que eles se tornarão tão intrínsecos à rotina de trabalho que naturalmente sua empresa terá uma nova cultura focada em medição e orientada para o desempenho. Falando nisso, você já aplica o indicador de performance KPI?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *