Primeiros passos para configurar um chatbot no seu site

09/05/2018

Tempo de leitura: 5 minutos

Os chatbots fazem parte de uma revolução no universo do marketing e das vendas, como falamos anteriormente aqui. Seja um robô baseado em regras ou que utiliza inteligência artificial, a ferramenta tem um poder nunca visto antes de aproximar as marcas de seus consumidores.

Mas, afinal, o que é um Chatbot?

Um Chatbot é um robô de conversação. Basicamente, é um softwares que funciona dentro de aplicativos de mensagem já existentes, como Messenger, WhatsApp, Telegram, SMS e outros.

A tecnologia é habilitada para dialogar com seres humanos (no caso, seus consumidores) através de um chat, com comandos e informações pré definidas. Assim, você economiza tempo no atendimento de seus clientes e filtra os casos realmente importantes.

Existem dois tipos de chatbots. Conheça abaixo quais são e como funciona a configuração e a inteligência desses mecanismos:

Tipos de chatbot

1. Baseado em regras

Os chatbots baseados em regras são limitados em palavras pré-definidas e seguem um fluxo de informações determinado. Por isso, eles respondem a comandos, são simples de ativar e são os mais utilizados.

O seu bot baseado em regras não tem capacidade de aprender e interpretar o que o cliente fala se o diálogo não for previsto nas suas configurações, já que ele responde apenas com textos já configurados. Logo, se o usuário digita algo errado, o robô não será capaz de interpretar e responder corretamente. Neste caso a atenção é de extrema importância: o robô vai funcionar muito bem e cumprir seu propósito apenas se bem construído e planejado!

Como você verá no passo a passo no fim deste texto, isso não é algo ruim. Se o bot for idealizado corretamente, funcionará perfeitamente.

2. Inteligência artificial

Esse tipo de chatbot é um robô que adquire conhecimentos à medida que utiliza os bancos de dados das conversas para se tornar mais inteligente e, com o tempo, mais parecido com o ser humano.

Incrível, não? Entretanto, nada é tão simples quanto parece. Além do custo do desenvolvimento ser inviável para pequenas e médias empresas, como mencionamos antes, o chatbot aprende com as interações. Ou seja: o que é aprendido, não pode ser controlado se a ferramenta não for muito bem desenvolvida.

Um exemplo é o robô da Microsoft, o “Tay” lançado no Twitter em 2016. Os usuários que interagiram com o bot o ensinaram respostas de cunho agressivo, o que levou a empresa a desativar o mecanismo em menos de 16 horas após ir ao ar.

Por que utilizar Chatbots na sua empresa?

Utilizar o chatbot em sua empresa auxilia na automação do atendimento e filtra os casos realmente importantes para uma assistência pessoal. Afinal, o robô vai ser treinado para ajudar seus clientes com situações mais fáceis e rápidas de serem resolvidas.

Além disso, a ferramenta garante um serviço rápido, otimiza os processos da empresa e, como resultado, deixa seus clientes muito mais satisfeitos.

A seguir, preparamos um passo a passo para ajudá-lo a colocar um Chatbot eficiente em prática. Confira!

Passo a passo para criar um chatbot eficiente

Primeiramente, saiba que apesar da configuração de um chatbot não ser complicada, um planejamento bem feito é o principal fator para atingir objetivos com sucesso. Claro, existe uma série de ferramentas diferentes para ativar esse tipo de ação, mas a lógica principal é igual em todos os casos.

1. Defina seus objetivos

O primeiro passo é definir seus objetivos com a ferramenta: aonde pretende chegar? Suas metas são possíveis? Tente moldá-los e defini-los ao máximo.

2. Definição e estratégia de conteúdo

A elaboração do conteúdo é de extrema importância para a eficácia do chatbot na sua estratégia. Siga as dicas:

  •  Crie uma personalidade para seu bot. Assim, com a persona definida, a produção de conteúdo será consistente nas atualizações das interações;
  •  Tenha seu público-alvo em mente para definir a linguagem do bot;
  •  Use linguagem de fácil entendimento para seus clientes;
  •  Simule diálogos – como o seu bot vai se comportar nas interações;
  •  Estude “frases exemplo” e as ensine ao robô, garantindo assim respostas corretas para o usuário;
  •  Logo após, crie um amplo acervo de perguntas e respostas;
  •  Certifique-se de criar fluxos naturais de conversa, ou seja, torne o robô o mais humano possível. Foque em oferecer a resposta certa, na hora certa.

3. Onde seu Chatbot vai estar?

As possibilidades são infinitas. Lembre-se de pensar no seu objetivo com a ferramenta. Afinal, de nada adianta colocar os bots em todos os seus canais se não for necessário ou compatível com o tipo de atendimento. Sites, redes sociais e aplicativos de mensagem são alguns exemplos.

4. Monitore sempre!

Por fim, acompanhe o desempenho, identifique melhorias e analise a reação dos clientes. Atualizações constantes são essenciais!

Ferramentas mais utilizadas

Agora que você já sabe o passo a passo para criar um Chatbot poderoso, separamos as principais plataformas disponíveis para construção de bots. Confira:

Se preferir construir seu próprio chatbot, confira as principais ferramentas para desenvolvê-lo:

Por fim, não esqueça que todo Chatbot, seja qual for a ferramenta de criação de sua escolha, precisa de manutenção e atualizações constantes. De nada adianta montar uma plataforma incrível e abandoná-la.

A tecnologia dos Chatbots, quando bem implementada, pode trazer resultados incríveis para sua empresa. Além de ser uma ferramenta que permite maior produtividade em menos tempo, ela transforma de forma positiva a maneira como você interage com seus consumidores.

Agora queremos saber: você já utiliza chatbots no seu site ou nas suas redes? Compartilhe com a gente sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.